O UNIVERSO RESPIRA TONS E A FOTOGRAFIA OS ENTREGA

Sabe aquela sensação de que mesmo que sempre tenha estado ali, foi possível ver só agora…

DSC_1224.JPG

Chega de dizer ao mundo que não é capaz, faça igualmente como o sol, nasça quantas vezes for preciso, de um show mesmo sem plateia…

Nem sempre as pessoas param admirar o nascer do sol ou o seu se por, mas quer saber, está tarde eu parei e valeu cada segundo de admiração ao vê-lo se despedir com tanta luz própria.

Que falta faz acordar de bem com a vida, com positividade e certeza do que se vai fazer, abre a boca para  lamuriar que a vida está difícil, mas para agradecer por mais um dia, imagine! Difícil saber o que fazer num universo “sem pausa”, “sem brilho”… Sem brilho?

Pare! Acorde as 6, vista seu melhor sorriso e vai ver o sol nascer, coloque sua melhor musica e dance, a vida acontece todos os dias…

Quando eu fotografo sinto esse mundo, é como se eu dançasse a melhor musica, porque nesse universo você respira com a maior naturalidade aquilo que esta presente e nem todos veem por estarem presos ao processo de correria do cotidiano.

Todos podem ter uma visão exclusiva do que é belo, mas uma câmera em mãos e um click no momento exato apenas atrai esse processo memorativo a ser mais que apenas uma recordação, é um momento que ganha um ciclo a ser transmitido em gerações.

Somos o estudo vivo da alma, quem fala sempre conta algo, descreve e respira o que habita de si, mas no fundo uma imagem simplifica o que não somos capazes de ouvir, o ser humano tem um hábito incrível de que quanto mais se tem, menos se observa e quando para não ouve os detalhes porque está fissurado por um eco de si próprio.

A fotografia tem um encaixe perfeito com a ressalva de uma imensidão de palavras, com o que é belo e real, não há necessidade de descrição porque nela se expõe algo ainda maior, há quem veja e sinta como se estivesse lá, outros estiveram! E isso faz com que um momento de segundos possa vir a ser eterno.

Há tantos “Por do Sol”, mas este em especial me fez pensar em quantas vezes ele está ali se repetindo deslumbrante mente e quase nunca há alguém para admirá-lo, mas ainda sim ele está ali se reproduzindo seja em dias como este, seja atrás de algumas nuvens ou sobre dias chuvosos.

Um estalo de segundos que se tornou eterno… 

Porque a fotografia eterniza!

O MELHOR DE MIM

o-melhor-de-mim-nicholas-sparks-review-03Eu sempre tive uma forma de observar a coisas pequenas e com o tempo descobri que o nome para isto é sensibilidade, sinto como algo bom poder olhar através de simples detalhes ou até mesmo quase imperceptíveis que a pressão da correria frenética nos toma. É necessário ter um tempo para si e sentir o quão forte é o valor de pequenas coisas, eu posso ser a criatura que sente demais, mas ainda sim penso que é preferível sentir algo do que não sentir nada.

“Afinal de contas, o amor sempre diz mais sobre quem o sente do que sobre a pessoa amada.”

084964

É tocante como os acontecimentos do filme tornam o desenvolver da história em algo tão grandioso para seu desfecho, ao assistir representa que somos parte daquele envolvimento de dor e felicidade, eu acredito que bons filmes devem realmente trazer esta conquista em capturar a alma como se fosse ela vivendo esses momentos difíceis e incríveis. Confesso que ainda não li o livro, mas estou ansiosa para começar, pois realmente, se por apenas em assistir já nos causa tamanha grandeza em parecer estar naquele momento, imagine-se lendo.

Você que já leu, bem, me conte o que achou?

Por que eu amei o filme, alem de chorar do começo ao fim…

 

 

O TEMPO É UM RELÓGIO DE QUANTAS HORAS?

 
Quem vive contando as horas e quando vê já passou muito tempo somando algo que retira e leva embora…

images

Ouço como assunto preferido das pessoas dizer, “nossa como o ano esta voando”, “já passou o dia”, ou “já é quase Natal de novo”, não importa o que fazemos ou façamos, acontece que ainda ficamos abismados e surpresos com essa correria e falta de tempo. A realidade é uma só, bastou crescermos PARA passarmos a ter obrigações e conforme elas foram surgindo fomos obrigados a acompanhar este novo ciclo, passar de um tempo em que ser criança exigia algo, mas nem tanto quanto hoje. Antes mais brincávamos e pouco tinha que fazer, enquanto hoje temos MUITO que atingir e nada devo me distrair.

A questão é que quando fazemos algo que gostamos ou estamos entretidos aquele tempo deverá passar mais rápido e de uma forma mais prazerosa do que quando estamos trabalhando, correndo com algo que nos toma sem que seja agradável  e leva nosso tempo precioso embora.

Tempo, uma das palavras que mais uso para as pautas, que encaixo num texto ou passagem de um instante que marco, falar nele me faz pensar nos ponteiros do relógio, do tempo de ser criança e de ser de repente gente grande, tempo que me relembra passado mesmo que vago e me traz saudade de algo num momento ou hora.

E por fim, já que ele vai passar e vamos ter que conviver dentro deste tempo, é melhor buscar passa-lo da melhor maneira possível, ter um esforço que vai carregar consigo deveres e obrigações, mas ainda sim valera a pena quando a ampulheta girar e o ultimo sopro seu se soltar, aí haverá muito, muito tempo para dispersar.

Saiba viver o melhor, não o desperdice com futilidades e inimizades que nada pode possuir, busque estar feliz com o que está próximo a ti, tenha planos, sonhe, lute, busque e descubra em cada conquista um novo desafio para seguir… sem mesmice, sem hipocrisia, sem lamento porque o circulo só é pequeno quando permitimos que ele seja… Todos querem mais tempo, poucos são os que sabem o que fazer com este, encontre no hoje o que foi perdido ontem na certeza de que saberá usa-lo amanhã…clock-time-book-book

imagen_png_para_blend_paris_by_giuli_editions-d4qjfhdNão desperdice o tempo, pois ele está sendo somado…

cropped-cropped-cropped-cropped-matracolina33.png

ACREDITE NO SONHO QUE SE TEM

Tenho tido um intuito constante em buscar tudo que almejo, mas me dei conta de que havia ofuscado as coisas em que acredito e gosto a muito tempo. Essa submissão que temos em torno da rotina nos limita a tantas coisas que quando você pisca seu tempo passou e pouco você lutou pelo que queria.

De repente devemos analisar e abrir mão de certas coisas, eu admito que tenho esta ânsia de querer abraçar o mundo e isto nem sempre é possível, afinal mesmo que nos movimentando sobre uma camada de gelo ainda é preciso escolher uma direção, eu optei por este projeto de escrever e viver outras coisas, pode ser que possa dar certo ou não, mas sinceramente está é a menor que tenho das preocupações, a maior é me sentir bem mais leve por fazer o que gosto, independentemente que isto pareça algo ameno para algumas pessoas. Mas para mim se trata de um recomeço um encontro comigo mesma, algo que você veste a alma e decidi que vai ficar assim por muito, muito tempo.

A parte interessante é que alguém poderá ler, me achar louca ou pior, se identificar com essa mesma necessidade… Talvez, mas eu acredito que…

…Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena
Acreditar no sonho que se tem…

Mais Uma Vez – Renato Russo

Ao ouvir algo assim, algo tão bom que conquistou uma legião, eu percebo nesta situação como tantas outras que alguém disse para si mesmo o que precisava ouvir e isso repercutiu um eco tão grande que muitas pessoas puderam alcança-lo. São coisas assim que nos fazem diferentemente iguais, a vantagem de não ser igual a nada, mas ter afinidades que te ligam em algum momento ou encontro da camada de gelo.

Esse espaço é o eco que voluntariamente busca pessoas com a mesma afinidade, conselhos, amizades, descobertas… O mundo não é uma “merda” as mesmices é que o tornam tão vago e oco.

Ofereça mais do que busca e encontre mais do que procura… Acredite no sonho que se tem!

Grande beijo,

Matracolina

O Primeiro Livro

Não sei de você, mas sei sobre mim que apesar de ser intensamente importante a leitura pouco a faço e sei que há outros iguais a mim, não sei se você, mas sei que há muitos iguais a mim.

botones_png_para_el_tutorial_by_pauliko_tutoriales-d5lf8t9Você já percebeu que se não alimentar seu corpo este ficará fraco, cada vez mais fraco, assim é a alma, uma espécie de reflexo que emite o que você absorve e isto nos faz pairar, evoluir ou ficar estagnados, depende do que você vai aspirar.

sombra_vinho

Um livro inteiro, uma história nova contada através do pensar de alguém, importada para as paginas que alguém deverá ler… Um livro completo por muitas palavras encaixadas pronto para você degustar e apreciar cada sabor de uma forma diferente.

Na realidade eu não o havia feito até ontem, um livro inteiro era muito desgostoso (e eu preguiçosa), mas ler não se trata de fitar umas páginas, guardar alguns trechos e pular para o final, se o fosse então para que tantas folhas? (Enfeite, volume extra?) A pressa nos faz optar pelo prático que nem sempre nos leva aonde queremos, até pouco antes eu não podia falar sobre este assunto, afinal ler para mim “parecia” algo tão desnecessário, mas percebi que este é apenas o nosso lado preguiçoso falando e sempre vai haver outra coisa pra ser feito do que ler “um livro”.

Acontece que está experiência só pode ser tomada quando a fazemos certo, praticando não com gibis ou revistas que até podem ser legais, mas não tão completa quanto!

Então resolvi, vou ler até o fim, mesmo que as pessoas retalhem: “Ainda não terminou”, “Há, eu não gosto desse livro” ou tem aqueles “sem senso” que chega dizendo, “Ela morre no final!”, enfim não são os dizeres que serão empecilhos, nem desta vez o “vicio digital”, ou quaisquer outras coisas, vou ler e ponto.

Então escolhi um livro “fino” com uma capa que me chamou a atenção no qual a resenha descreveu dois loucos. Você já deve fazer ideia do que acontece com os livros finos, certo? Acabam rápido, mas não foi o que aconteceu, de fato estou enferrujada e levei certo tempo para dedilhar os passos de Pet, entender seu lado insano e compreender seu universo paralelo de dor e sentimentos que guarda por todos a seu redor. O Lado Bom da Vida” transfere a frequência de haver sempre um lado negativo e positivo das coisas e que o personagem em si ressaltava sempre o positivo para se tornar alguém melhor.

Ao passar a leitura fui me situando, o interesse não foi imediato, na verdade o começo é chato e pouco eu o estava entendendo, mas ao decorrer após algumas folhas viradas fui sentindo a presença dos sentimentos, fui realçando os momentos descritos com a possibilidade de imagina-los acontecendo, alguns momentos observei como se quem estivesse falando fosse à voz do protagonista que na história também era o narrador e não a minha. Ao absorver sua narração, seus pensamentos, a história eu me concentrei e percebi que o livro emite a possibilidade de realçar nossos sentidos, sentir as fragrâncias, ouvir e recriar as cenas descritas, os traços que nos comporta percorrer mais do que ali está.

Dizem que os livros geralmente são melhores que seus respectivos filmes e pelo que li também acredito nessa complexidade.

O meu próximo livro será “A Menina que Roubava Livros” de Markus Zusak, em breve trarei algo a respeito desta leitura, bem digo, assim que termina-lo.

Grande beijo, obrigada pra quem ficou até o final deste texto, sinal de que é ao menos curioso ou um bom leitor…

botones_png_para_el_tutorial_by_pauliko_tutoriales-d5lf8t9

(No meu caso, alem de Matracolina sou também à curiosa!).