O amar é livre… é querer ficar… (leia: com amor!)

O

O amar acontece nas pequenas coisas, às vezes se anda só, mas acompanhado dedilha passos certos no consentimento de um pelo outro se encontrar, parece coisa boba, até que se está nele e não se pode mais voltar, não quer!

Amar é morada, é aconchego, é ter certeza que todos os outros momentos foram soma pra te levar até aquele exato de encontrar alguém que não exige ou extrai mais do que se pode receber, amar é esse vínculo de um infinito… É olhar para todos os outros lados e saber que mesmo tendo outros caminhos, mesmo havendo outras pessoas, optamos por ficar, porque o amor não aprisiona, é livre, é escolha e quando o escolhe, escolhe abraço no fim de tarde, escolhe rotina boa num dia à toa, escolhe, acolhe no peito deitar e ali se encontrar!

❤️

VOCÊ TEM VIVIDO A DOIS OU MAIS?

Eu vivo tagarelando por aí, as vezes dou uns tropeços por falar demais, mas se tem algo que minha mãe me ensinou é falar menos dos momentos felizes a dois, não é que seja errado, mas é que essa felicidade como dito ali em cima só pertence para quem a vive, por mais que pareça legal espalhar o quanto se está feliz, toda vez que deixamos uma terceira pessoa entrar na história ela pode tornar esse momento menos valioso do que ele seja.

17951645_1006021586201362_7616445457824959849_n

Por teimosia é legal ir contra aos ensinamentos de quem já viveu nossa idade, posso parecer velha falando isso, mas perceba que todas as vezes que você conta a alguém o quanto aquele fulano te faz bem, isso a deixe intrigada por querer saber o que aquela pessoa possa ter de especial?! As vezes nós mesmos já construímos esse pensamento.

Você já experimentou expor que algo no seu relacionamento está dando errado?! Então ouvir uma opinião diferente da que acredita e depois a pessoa está lá tentando seguir com o cara que ela julgou não ser suficiente para você?! Parece novela mexicana, mas não é! Já vi e vivi isso, já tive amigas criticando e depois indo lá tentando viver o que ela “colocou” não ser bom para mim. São poucas as pessoas que podemos confiar, quando se trata de amizades existe uma linha de respeito que nós próprios determinamos, uma linha em não exibir os detalhes da nossa vida pessoal.

Aliás, estou citando sobre isso porque nós temos o habito de gostar de demonstrar os sentimentos em forma de dizer “estou feliz”, esse fato muitas vezes acaba deixando uma mensagem subliminar, como se sempre fosse assim apenas ao lado de determinada pessoa e que isso seja perfeito. A verdade é que essa associação está errada, pois não existe perfeição, existe o fazer dar certo porque as personalidades se coincidem ou não, existe a felicidade a partir da pré-disposição em tentar quantas vezes for preciso, porque ali existe amor, ambos precisam compartilhar desse sentimento para construir algo.

Então existem “N” assuntos para serem contados, mas se você prefere justamente esse que é extremamente pessoal e sente a necessidade de expor seus sentimentos mais aos outros, sugiro repensar sua relação, as vezes você está numa relação de faz de conta que “está tudo bem”, faz de conta que você vive algo “perfeito” apenas para dizer ao subconsciente dos outros que você conquista tudo que deseja, quando na verdade, no fundo é mais uma omissão da própria solidão e ausência de si próprio.

Não se prive de dizer que sente amor, ambos encontraram algo maravilhoso um no outro e escolheram ficar, exponha uma ou duas fotos, talvez breves mensagens, mas não em detalhes, esses você sussurra ao pé do ouvido, você conta no olhar.

Por: Uma Tagarela de Plantão, Naiara Cristina.